Como Emitir Passagem Aérea com Milhas: Aula Ao Vivo

538
Como Emitir Passagem Aérea com Milhas Ao Vivo

Emitir passagens aéreas com milhas a um “custo” aceitável não é lá das tarefas mais fáceis, principalmente pelo trabalho inicial que chamo de “garimpar passagens aéreas”.

É preciso ter flexibilidade, disponibilidade, paciência e claro, um planejamento com certa antecedência, para conseguir bons vôos e com bons custos em milhas, para poder finalmente torrar aquelas suas milhas guardadas há um tempinho ou ainda, milhas que estão próximas de expirar.

Emitindo Passagens Aéreas com Milhas Ao Vivo

Nesta aula ao vivo, eu mostrei a alguns amigos, conhecidos e participantes do meu Grupo de Dicas de Viagens no Whatsapp todo o processo que fiz para garimpar, comparar e fechar nossas passagens para vôo nacional, 2 adultos e 1 criança de 3 anos em um feriadão prolongado, com 10 meses de antecedência. Conseguimos a um custo excelente vôos diretos, diurnos em horários também excelentes, mas demandou gastar um tempo pesquisando e comparando até achar a melhor oferta.

Assista o vídeo abaixo e confira com exclusividade (está oculto para o público no Youtube):

 

Etapas importantes para Emissão de Passagens com Milhas Aéreas

Se você assistiu até o final, percebeu que até chegar lá eu passei por algumas etapas importantes:

  • Ter uma lista prévia de destinos a visitar, no Brasil e fora;
  • Ter um mínimo de planejamento com antecedência;
  • Ter certa flexibilidade (Exemplo: vôo na quarta-feira a noite e não no dia do feriado da quinta-feira);
  • Ter flexibilidade quanto ao aeroporto que vai utilizar (às vezes temos mais de um para o mesmo destino);
  • Ter mais informações sobre os locais pra onde deseja ir (Ex: previsão do tempo, estradas, etc)
  • Paciência

Emissão de Passagens com Milhas: Mais exemplos

De qualquer forma, foi tudo tranquilo e não é a primeira vez que conseguimos excelentes ofertas, veja abaixo alguns exemplos mais recentes de vôos que já conseguimos, utilizando estas mesmas técnicas e dicas do vídeo acima:

  • Aracaju a 4mil milhas o trecho por pessoa, emitindo em Fevereiro de 2015, voando em Setembro de 2015;
  • Punta Cana a 12mil milhas o trecho por pessoa, emitindo em Maio de 2015, voando em Março de 2016;
  • Curitiba/Florianópolis a 4mil milhas o trecho, emitindo em Julho de 2016, voando em Novembro de 2016;

É fácil identificar e perceber nestes exemplos acima, a tendência de todas as dicas citadas no vídeo, como antecedência e planejamento por exemplo.

Conclusão

Emitir passagens aéreas com milhas não é como simplesmente fechar um pacote com uma agência de viagens, e nunca será. Ao analisar o histórico que temos no Brasil, percebemos que a tendência dos programas de pontos e milhagens é de sempre “piorar” a situação para quem deseja resgatar seus pontos ou milhas aéreas.

Você vai precisar sempre de inteligência e, claro, aquele apoio do Viajante Muquirana para aprender alguns “hacks” de viagem que vão te proporcionar boas economias.

E aí, ainda tem alguma dúvida? Tem alguma experiência para contar (mesmo sendo ruim)? Comenta aí embaixo

Conhece algum amigo que possa se interessar por esse conteúdo? Contribua para o meu projeto de impactar a vida das pessoas para que elas viagem mais e melhor, você só precisa compartilhar para ajudar!

Para mais dicas de viagem, continue conferindo nosso blog e nossas redes sociais.

Confira também nosso post sobre o Curso de Italiano Online da USP

 


Receba Nossas Dicas de Viagem Por E-mail!